Mundo Afora

Um tour pela história de Portugal

169views

Roteiro de viagens procurado por muitos brasileiros, Portugal tem características bem específicas na cultura e na gastronomia que influenciaram a cultura brasileira, a começar pela língua.

 Mas tem muitas outras peculiaridades que o casal de contabilistas Viviane e Emerson Brandão acabaram identificando no último tour que realizaram pelo País. “Escolhemos Portugal agora porque é um país que está muito bem recomendado e estava na nossa lista de lugares no mundo a conhecer.”

Durante 10 dias estiveram visitando os principais pontos turísticos de Portugal, percorrendo mais de 13 locais distintos, que relatam nesta edição: Lisboa, Sintra, Tomar, Fátima, Batalha, Coimbra, Vila Nova de Gaya, Porto, Braga, Guimarães, Aveiro, Nazaré, Óbidos e Évora.

Lugares imperdíveis de Lisboa

O casal começa citando alguns como a Rua Augusta com seu famoso arco, a Praça do Comércio, a Praça do Rossio, a Sé de Lisboa, o Oceanário, o Palácio da Ajuda, o Museu dos Coches, a Confeitaria Pastéis de Belém (onde se come o melhor pastel de Belém), visitados por eles.

E por falar em Belém, conhecida como uma das sete maravilhas de Portugal, eles também visitaram a Torre de Belém. Uma fortaleza construída no século XVI, pelo arquiteto Francisco de Arruda. Ela está localizada às margens do Rio Tejo. Uma fortaleza que homenageia as figuras históricas envolvidas nos descobrimentos portugueses. A Torre de Belém foi idealizada para proteger Lisboa dos ataques inimigos que vinham pelo rio. Também é conhecida como um ponto de partida para as aventuras dos marinheiros sendo a última visão da terra, antes de partirem para o desconhecido, rumo aos descobrimentos. 

Viviane e Emerson reviveram a história do Brasil misturada com a de Portugal, visto que a família real portuguesa veio durante a invasão de Portugal pela França em 1807. 

Durante a viagem o casal visitou museus, igrejas e mosteiros, como o Mosteiro dos Jerônimos, uma das atrações mais visitadas de Portugal, com sua típica arquitetura manuelina. 

A característica dominante do estilo manuelino é a exuberância de formas e uma forte interpretação naturalista-simbólica de temas originais, eruditos ou tradicionais. A janela, tanto em edifícios religiosos como seculares, é um dos elementos arquitetônicos onde melhor se pode observar este estilo. 

“Ainda em Lisboa subimos no Elevador da Santa Justa até o charmoso bairro Baixo Chiado, onde encontram-se lugares como o Café a Brasileira frequentado por políticos, artistas e escritores como Fernando Pessoa. Também tem as lojas das mais variadas grifes e restaurantes com sua típica culinária portuguesa com muito bacalhau. Segundo os portugueses existem mais de 1001 maneiras de se preparar bacalhau. Durante esta viagem, pudemos provar algumas”, destaca Viviane ao relembrar a viagem.

Meios de transporte 

Durante estes 10 dias em Portugal, o casal andou em praticamente todos meios de transportes: “andamos de metrô, de elétrico (bondinho imperdível a linha 28) hop-on hop-off (ônibus turístico com guia de áudio, transporte utilizado por nós, tanto em Lisboa como no Porto). Até locamos um carro. Mas para circular em Portugal, uma dica importante é comprar o Lisboa card que custa uns €6 ele dá acesso à entrada livre aos meios de transporte e entradas gratuitas e descontos. Chegando até a 50%, em alguns pontos turísticos”, afirma. 

Ainda em Lisboa eles visitaram o Elevador de Santa Justa, que se tornou ao longo dos anos, uma das principais atrações turísticas. Ele foi inaugurado em 1902 para ligar a Baixa e o Bairro Alto. Possui uma charmosa e imponente estrutura de ferro, com 45 metros de altura. Você vai notar algumas semelhanças com a famosa torre parisiense, que foi projetada pelo arquiteto português Raoul Mesnier, discípulo de Gustav Eiffel. Aliás, são dois elevadores originais, com o interior completamente revestidos em madeira, que em menos de um minuto conduzem os passageiros da Rua do Ouro até o Largo do Carmo. Para ter uma visão ainda mais bonita da Baixa, do Convento do Carmo e também do Castelo de São Jorge, vale a pena subir até o Miradouro de Santa Justa, no topo da torre de ferro.

“Alugamos um carro e seguimos pelas maravilhosas estradas portuguesas até o município de Tomar, onde visitamos o Convento de Cristo, construído pelos cavaleiros templários no século XII. Após seguimos ao Santuário de Fátima, visitamos a casa onde nasceram os pastorinhos Francisco, Jacinta e Lúcia, que presenciaram as aparições da Santa”, cita Viviane.

Bate-volta de Sintra a Cascaiz

O casal seguiu para Coimbra onde visitaram a Universidade e a Livraria Joanina, além da Sé Velha e Sé Nova. “Coimbra é um lugar muito bacana, pois mistura sua arquitetura antiga com suas ruas estreitas e casarios antigos com a jovialidade e alegria dos estudantes”.

De Coimbra eles foram para Vila Nova de Gaia e Porto, cidades separadas apenas pela Ponte Dom Luis I. No Porto, encontraram os tradicionais pontos turísticos como, a Torre dos Clérigos, Sé do Porto, Livraria Lello, Confeitaria Majestic, teleférico, funicular, vinícolas com visitação e degustação do vinho do Porto. “Fomos na Sandeman. Outra dica é o passeio de barco no Rio Douro. Além de curtir a gastronomia da Ribeira, que possui os restaurantes situados na beira do Rio Douro com vista da Ponte Luis I”, destaca o casal.

“Na sequência fomos a Braga (dizem que é a cidade onde tem mais brasileiros morando) conhecer o Santuário Bom Jesus do Monte – patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO. A próxima cidade visitada foi Guimarães, considerada o berço da fundação de Portugal, onde nasceu Dom Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal”.

Segundo o casal, os famosos doces de ovos moles na Confeitaria Peixinho são pontos obrigatórios. “e no nosso passeio não poderiam faltar, assim como o Aveiro com seus moliceiros (barcos parecidos com as gôndolas de Veneza). Até tentamos ver as ondas gigantes de Nazaré, mas estava chovendo e nublado, não foi possível”, relembram.

Eles foram em direção à próxima cidade. Óbidos, uma cidade fortaleza do século VIII, muito pitoresca. Por lá, vivenciaram uma experiência única ao pernoitar em uma pousada dentro do Castelo de Óbidos.

“Foi maravilhoso, já em Évora, conhecemos as ruínas do Templo Romano – Patrimônio mundial pela UNESCO – (século I) e a Capela dos Ossos – capela construída com ossos humanos, lugar surreal! (século XVII) Nós ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos”, relembra.

Nosso Tour finaliza no nosso ponto de partida. Voltando à Lisboa, finalizamos indo a um jogo no estádio da Luz, pela Champions League entre Benfica X Inter de Milão. Apesar do time português ter começado com 3 pontos de vantagem, o jogo terminou empatado 3 × 3, emoções do início ao fim.

Deixar uma resposta