Casa e ConstruçãoEmpreendedorismoEntrevistas

Negócios em família: A trajetória empreendedora de mãe e filha no segmento de revestimentos e móveis planejados

189views

A história de Mariane von Wallwitz Freitas começa com a escolha pela engenharia civil, curso que realizou na UFSM, onde conheceu o esposo, Lucrécio. Ambos se formaram na turma de 1986, e logo depois de casados foram residir em Cuiabá, no Mato Grosso. Lá trabalharam com construção civil, e Lucrécio recebeu o convite para assumir a secretaria de obras da cidade de Humaitá, no Amazonas. Os dois, ainda muito jovens, encararam o desafio e realizaram uma nova mudança. Aos 24 anos, Mariane estava grávida da primeira filha, Luisa, e, após contrair malária, retornaram ao Rio Grande do Sul.

“Em 1989, retornamos à Cuiabá onde comecei a trabalhar em uma grande empresa como engenheira calculista de estrutura metálica. Dois anos depois, grávida da minha segunda filha, Laura, que atualmente é oncologista em Porto Alegre, e com o fechamento da concreteira que meu marido trabalhava, planejamos uma nova mudança de carreira que nos possibilitasse nos reaproximar da nossa família que havia ficado no RS”, detalha Mariane.

Na mesma época, Mariane passou por problemas sérios de visão, e devido ao RS não ter a tradição de obras em aço, que era a sua principal experiência profissional, enviou o seu currículo para indústria de cerâmica Eliane, empresa que foi selecionada para trabalhar como representante comercial da marca em meio a mais de 300 concorrentes.

“Além da bagagem como engenheira civil, sempre tive como paixão e facilidade a minha habilidade de construir relações pessoais e meu genuíno interesse pelas pessoas”, narra.

Mariane, também mãe do Pedro, que cursa Engenharia Civil, trabalhou por vários anos atendendo a cidade e região, porém sentia-se incomodada pelo fato das indústrias terem materiais sofisticados, mas que não chegavam ao público de Santa Maria. Na entrevista concedida à Revista Interativa, a empresária conta sobre como surgiu a ideia de abrir uma loja especializada, a parceria no trabalho com a filha Luisa, sua sucessora, e como busca inovar e se destacar da concorrência.

“Uma sócia que me ensina muito, me modela e com quem eu divido caminhos e planos”, Mariane fala sobre a filha Luisa.

Como surgiu a ideia de abrir uma loja de revestimentos?

Foi com esse incômodo de os materiais não chegarem ao público de Santa Maria que abrimos a loja exclusiva Eliane, com especificação e projeto de materiais para ambientes residenciais, aproveitando a carga técnica que eu e meu esposo Lucrécio tínhamos e o empreendedorismo dele, que não mediu esforços para mais uma vez mudarmos nossa rota profissional e inauguramos nossa primeira loja física. A loja ficava em um casarão da família, o que também traduziu muito o DNA da empresa, embasado nos pilares da família, compromisso e excelência. 

Com o reconhecimento das mais renomadas indústrias do setor no Brasil, aumentamos muito nosso portfólio e em 1999 passamos a representar diversos outros fornecedores e em 2020 passamos a atender pelo nome de Attuale Casa e Conceito

Em 2014, nossa filha Luísa, retorna de um período morando fora de Santa Maria e agrega ao nosso negócio a experiência de vida e profissional que teve morando na Turquia, Chile e Alemanha, e na expertise adquirida no período em que trabalhou na alemã DHL logística e no Google Brasil. Assim, ela assume a gestão da renomada marca SCA Móveis Contemporâneos e mais recentemente a Hunter Douglas cortinas e persianas.

Para mim, essa mescla de vivências da família que se cruzam e se somam ao negócio familiar é o que me dá orgulho da minha trajetória. Criar filhos éticos e competentes para o mercado, mas que reconhecem e celebram a nossa história.

Quais foram os desafios iniciais ao começar o negócio?

Quando era representante, a lógica era vender quantidade. Eu não me conformava com isso, pois existiam indústrias produzindo o belo, o atraente, oferecendo conforto, design. Então fui buscar em feiras próprias de revestimentos o diferencial para Santa Maria, o qual até hoje fizemos questão de sempre continuar participando.

Quais experiências profissionais anteriores influenciaram o desenvolvimento da loja?

Tive experiências muito ricas nas empresas em que trabalhei, no Amazonas, no Mato Grosso, mas certamente o empreendedorismo nato do Lucrécio e a minha determinação em fazer dar certo foi fundamental para nossa trajetória, pois nunca planejei ter um negócio nesse ramo e a vida foi me apontando esse caminho.

Quais são os benefícios e desafios de ter uma parceria familiar no mundo dos negócios?

Precisa-se ter uma formação familiar muito forte, pois é através deste histórico que se consegue uma sociedade com harmonia e respeito.

Como surgiu a ideia da filha se tornar a sucessora do negócio?

A Luisa estava trabalhando no Google em São Paulo, e nesta época surgiu o convite da indústria SCA para representarmos eles aqui, abrindo uma nova loja.  Eu perguntei se ela topava o desafio, pois empreender sempre foi o que a Luisa gostou, e ela aceitou.

Quais habilidades e conhecimentos específicos a filha está adquirindo para assumir o negócio?

Ela traz a bagagem da formação acadêmica em Direito e Administração, e de diversos cursos feitos no decorrer da vivência fora do Brasil, somando-se a vivência empresarial no decorrer desses anos. É uma pessoa que sempre está buscando referências, cursos, formações, networking e isso vai moldando como pessoa e profissional a qual me orgulho muito.

Como vocês mantêm a loja atualizada com as últimas tendências em revestimentos, móveis e cortinas?

Participamos de feiras nacionais e internacionais, e meetings oferecidos pelas indústrias das quais somos representantes. Temos o privilégio de representar marcas que são referência em luxo, tecnologia, design, e isso é incorporado no nosso dia a dia.

Qual é a importância de estar ciente das mudanças no setor?

Mercado de luxo como o que trabalhamos se baseia além de produtos de qualidade, principalmente na forma que proporcionamos essa experiência ao cliente, antes, durante e depois da obra. As mudanças são dinâmicas e rápidas, estar atenta a elas é fundamental.

Quais foram os maiores desafios que enfrentaram no negócio até agora?

Constantemente educar o mercado de que produto e, principalmente, serviço de qualidade fazem a diferença numa obra.

Quais conquistas vocês consideram mais significativas?

Poder nesses 30 anos que estamos completando esse ano gerar empregos, fazer clientes satisfeitos e amigos, e ter um histórico a ser lembrado.

Como vocês mantêm relacionamentos sólidos com os clientes tanto no segmento de revestimentos quanto de mobiliário?

Os relacionamentos são baseados em confiança e isso se constrói ao longo da nossa trajetória de empresa. Cuidamos de cada projeto do nosso cliente como se fosse nossa casa, e isso é a forma de atuação de cada um dos nossos colaboradores, que nunca medem esforços para fazerem o melhor pelos nossos clientes. É a cultura da nossa empresa.

Qual é a importância do atendimento ao cliente neste setor?

O cliente que vai comprar para a sua casa, ele quer assessoramento, quer tocar, quer confiar, então o online é fantástico, mas o olho no olho é fundamental.

Como a loja busca inovar e se diferenciar da concorrência?

Focando no que nos propomos como empresa, que é trazer inovação, solução e satisfação nos revestimentos, móveis e cortinas.

Alma não se copia e certamente, é sobre isso que nossa cultura de empresa se diferencia, é a forma como cada um de nós aqui dentro da empresa se dedica pra fazer sempre o melhor para cada cliente.

Vocês têm alguma estratégia específica para se manterem competitivas?

Trabalharmos juntas e focadas, entendendo que cada um do nosso time é fundamental para o todo. Entendemos que nossa missão é fazer a diferença na vida das pessoas que passam pelo feliz momento de ter um produto da nossa empresa, traduzindo nosso trabalho em satisfação e orgulho para os nossos clientes.

Deixar uma resposta