EducaçãoEntrevistas

Colégio Riachuelo promove ensino de excelência e rigor acadêmico há mais de 50 anos em Santa Maria

109views

Mais do que preparar os alunos para o vestibular, o Colégio Riachuelo prepara os alunos para a vida. Vinculado ao Instituto Aprender Mantenedora de Ensino LTDA, o colégio surgiu em 1983, inicialmente com as atividades como um supletivo e depois como um curso pré-vestibular. Atualmente, atende aos Níveis de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Instalada aqui, no coração do Rio Grande, figura entre as principais escolas do país. Cada aprovação é uma nova conquista da escola e dos alunos, sempre na busca pelo sonho de ingressar no ensino superior. Os irmãos Christian e Marcos Morgental Falkembach, diretores da escola, junto com a irmã, Giana, psicóloga escolar, concedem entrevista à Revista Interativa, e relatam sobre os mais de 50 anos de experiência com ensino de excelência em Santa Maria.

Como surgiu a ideia de fundar o cursinho pré-vestibular que, posteriormente, tornou-se a escola que conhecemos hoje?

A marca Riachuelo iniciou as suas atividades ainda na década de 60, atuando inicialmente na área de supletivo e, posteriormente, como curso pré-vestibular, especialmente após a criação da UFSM, em 1960. Portanto, já contabilizamos mais de 50 anos de trabalho e dedicação ao setor de ensino. O colégio foi criado em 1983 e começou a primeira turma no ano seguinte, com uma clara missão de excelência em ensino e rigor acadêmico. Entendemos que essa missão vem sendo cumprida na medida que, ao longo das últimas décadas, a escola sempre obteve posições de destaque nos diferentes processos seletivos estabelecidos pelas universidades, especialmente o da nossa UFSM. Recentemente, o colégio Riachuelo recebeu, na Câmara Municipal de Vereadores de Santa Maria, a moção honrosa pela conquista – pela segunda vez – do primeiro lugar no ENEM em todo sul do Brasil (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná). Este reconhecimento nos inspira e reforça a crença na qualidade de ensino de alta performance.

Quais foram os principais desafios enfrentados durante os primeiros anos de funcionamento da escola e como a escola acompanhou e se adaptou às mudanças no cenário educacional ao longo desses 50 anos?

O colégio iniciou suas atividades atuando exclusivamente no nível de segundo grau, atual ensino médio. O desafio na época era criar, desenvolver e consolidar um projeto e um posicionamento pedagógico de excelência, alicerçado no desenvolvimento das potencialidades dos alunos e que gerasse aprendizagem efetiva. Ao longo dos anos, foram realizados investimentos importantes nas mais diversas áreas, como infraestrutura, materiais e ferramentas pedagógicas, capacitação de profissionais e tecnologia educacional para adaptar, qualificar e inovar o processo de ensino-aprendizagem que acompanhasse e estivesse alinhado com as principais tendências da área da educação. Também é importante salientar que, especialmente nos anos iniciais, muitas famílias e estudantes tiveram dificuldade para aceitar as mudanças de hábito de estudo que a escola estabelecia e preconizava. Tínhamos o entendimento de que os resultados acadêmicos só apareceriam se os alunos estivessem envolvidos com a proposta da escola, o que demandava atenção durante as aulas e uma disciplina e comprometimento com o estudo regular. Levamos alguns anos para que essa compreensão se consolidasse na comunidade estudantil.

Quais são os valores e princípios fundamentais que norteiam a filosofia educacional da escola?

Nossa missão está alicerçada na construção de um processo educacional de excelência, que prioriza valores éticos e culturais, com aprimoramento constante dos nossos profissionais e o crescimento integral, harmônico e diferenciado dos nossos alunos.

Quais são os diferenciais da escola em relação a outras instituições de ensino na região de Santa Maria?

Acredito que o diferencial está em nossos processos. Temos a crença que resultados não acontecem por acaso. Acreditamos que a construção do conhecimento ocorre através da mediação entre professor e aluno, mas, sobretudo, de alunos que assumam o seu protagonismo e a sua responsabilidade no processo de aprendizagem. Nosso método transcorre por meio de aulas interativas, expositivas e reflexivas. E temos ainda uma atenção especial ao processo avaliativo, tanto que desenvolvemos um sistema para o gerenciamento pedagógico, acompanhando e mensurando o desempenho dos nossos alunos e as suas evoluções, proporcionando todo o suporte, inclusive emocional, para o melhor desenvolvimento de suas capacidades e habilidades.

Como a escola promove o desenvolvimento pessoal e acadêmico dos seus alunos, além do ensino formal?

Nosso calendário contempla uma série de atividades, programas e eventos que trabalham a intencionalidade pedagógica de uma forma diferente e criativa. Assim, os conteúdos são abordados de maneira variada, permitindo aos nossos alunos experiências significativas que transcendem a sala de aula. Além disso, temos, no Ensino Fundamental, disciplinas específicas que contribuem nesse processo como Inteligência Emocional, Educação Financeira e Raciocínio Lógico, além de várias oficinas como Gastronomia, Oratória e Dança. Essas iniciativas estimulam o aluno e aumentam o seu engajamento. No Ensino Médio, além de uma carga horária robusta para as aulas, há inúmeros projetos que promovem esse desenvolvimento pessoal e acadêmico, como o Talentos, o Sensibiliza, Da Escola para a Vida, Summer Schools, Na Parceria, dentre outros.

Qual é o papel dos professores e da equipe pedagógica na construção do ambiente educacional da escola?

O papel da equipe é fundamental e imprescindível para que possamos oferecer a nossa proposta pedagógica às famílias e aos estudantes. Precisamos que cada um deles acredite na importância do seu trabalho para o resultado final, que ocorre, em grande medida, quando o aluno é aprovado no curso e na universidade do seu interesse. Para isso, temos processos bem definidos, com uma gestão pedagógica baseada em evidências e indicadores que auxiliam neste sistema. O nosso calendário prevê reuniões regulares com os professores e os encontros são pautados por critérios técnicos que contemplam desde questões comportamentais (disciplina), abordagens didáticas (planos de aula) até a avaliação de resultados (desempenho).

Assim, conseguimos acompanhar o trabalho dos professores e, também, capacitá-los, no sentido de contribuir com melhorias que irão repercutir dentro da sala de aula.

Quais são os planos e projetos futuros da escola para continuar a sua trajetória de sucesso na educação em Santa Maria?

Nosso combustível são os sonhos e os projetos que idealizamos. Por isso, queremos continuar a nossa jornada investindo e implementando processos de melhorias e soluções educacionais, mas fiéis à nossa essência e sem esquecer o que nos permitiu chegar até aqui. Entendemos que, como instituição, somos agentes de transformação através da educação e queremos continuar contribuindo para a construção de uma sociedade melhor e mais justa, ao capacitar os nossos alunos em todas as fases da sua jornada acadêmica, da educação infantil até o ensino médio.

Deixar uma resposta