Mundo AforaSocial

Ana Maria Berleze e Pedro Cóser participam da prestigiada corrida de ciclismo que ocorreu em Nova York

410views

A Gran Fondo Nova York (GFNY) é uma prestigiada corrida de ciclismo que ocorre anualmente em Nova York, atraindo ciclistas amadores e profissionais de todo o mundo. Fundada em 2011 por Uli e Lidia Fluhme, a GFNY foi inspirada nas tradicionais provas de ciclismo italianas conhecidas como “Gran Fondos”, que são eventos de longa distância abertos a ciclistas de todos os níveis. “Gran Fondo” é o termo italiano para “grande desafio” e deriva das provas de esqui, natação e ciclismo de enduro que começaram nos anos 50.

A corrida tem um percurso desafiador que começa na George Washington Bridge, uma das pontes icônicas de Nova York. Os ciclistas atravessam o Rio Hudson e seguem por um trajeto pitoresco pelo condado de Bergen, em New Jersey, até retornarem a Nova York. A rota inclui subidas rigorosas e descidas técnicas, totalizando aproximadamente 100 milhas (160 km) com um ganho de elevação significativo.

A GFNY é aberta a ciclistas de todas as habilidades, desde iniciantes até atletas de elite. Embora seja uma competição séria para muitos, também há um forte espírito de comunidade e camaradagem entre os participantes. Além disso, existem diferentes categorias e distâncias, permitindo que ciclistas com diferentes objetivos e níveis de condicionamento físico participem.

Os atletas podem escolher entre duas distâncias: percurso longo e percurso médio. O percurso médio é recreativo e não competitivo, sendo que sua cronometragem total é fornecida, mas não há classificações. Os ciclistas do percurso longo participam de uma corrida competitiva. Todos os participantes são classificados de forma geral e em sua faixa etária.

Um dos aspectos únicos da GFNY é sua atmosfera internacional. A corrida atrai participantes de mais de 90 países, criando um ambiente diversificado e multicultural. Além disso, o evento possui uma série de outras corridas ao redor do mundo, conhecidas como GFNY World, permitindo que ciclistas participem de Gran Fondos em diferentes locais globais.

O casal Ana Maria Berleze e Pedro Cóser participaram da edição da GFNY este ano em Nova York e relataram sobre como foi a experiência de participar deste grande desafio.

Saímos dia 14 de maio e voltamos dia 22. A prova reuniu, este ano, 2400 ciclistas. A largada é sempre da ponte mais movimentada do mundo, a George Washington Bridge, que liga NY a Fort Lee.

O Gran Fondo Nova York promove competições em 29 países diferentes, sempre com trajeto desafiador de 140 km e muita altimetria (acima de 2000 metros), ao longo do Rio Hudson com uma bela paisagem rural. Os 10% mais bem classificados nestas provas podem participar do campeonato mundial largando em posição privilegiada, mais a frente dos demais.

Ana Maria é atleta da Raptor Cycling Team de Santa Rosa e foi campeã da prova do GFNY que ocorreu em Bento Gonçalves, aqui no RS, em 2023. Dessa forma, conquistou o direito de largar no pelotão da frente na prova do campeonato mundial que aconteceu no dia 19 de maio em Nova York. A atleta conquistou a segunda colocação na faixa de idade entre 60 e 64 anos, consagrando-se vice-campeão mundial de ciclismo de estrada GFNY.

Pedro Cóser, também atleta da Raptor, participou da prova e chegou em 14º lugar na categoria de 70 a 74 anos de idade, após pedalar durante 7 horas seguidas e finalizar o percurso. Ressaltamos e agradecemos ao nosso treinador e professor Henrique Machert, de São Paulo, que está ao nosso lado com ensinamentos e incentivo.

A Gran Fondo Nova York é muito mais do que uma simples corrida de ciclismo; é um evento icônico que celebra o esporte, promove a saúde e fortalece a comunidade global de ciclistas.

Pontos turísticos

Nova York, uma das cidades mais icônicas do mundo, é repleta de pontos turísticos que atraem milhões de visitantes todos os anos. Um dos mais famosos é a Estátua da Liberdade, um símbolo de liberdade e democracia. Localizada na Liberty Island, a estátua foi um presente da França e é acessível por balsa, proporcionando vistas deslumbrantes da cidade e do porto. Outro ponto imperdível é o Empire State Building, um arranha-céu histórico que oferece vistas panorâmicas incríveis de Manhattan a partir de seus observatórios nos andares 86 e 102. Este edifício é um exemplo clássico da arquitetura Art Déco e é especialmente bonito à noite, quando está iluminado.

O Central Park, um oásis verde no coração de Manhattan, é outro destaque de Nova York. Este vasto parque urbano oferece uma variedade de atividades, desde passeios de barco no lago até caminhadas por trilhas pitorescas e visitas ao Zoológico do Central Park. No inverno, a pista de patinação no gelo é uma atração popular. O parque também abriga diversas esculturas, jardins e áreas de recreação, sendo um local perfeito para relaxar e apreciar a natureza em meio à agitação da cidade.

Outro ponto turístico importante é a Times Square, conhecida por suas luzes brilhantes, outdoors gigantescos e a famosa celebração de Ano Novo. Este cruzamento vibrante é o epicentro do distrito teatral da Broadway, onde se pode assistir a espetáculos mundialmente famosos. Além disso, a área é repleta de lojas, restaurantes e atrações como o Museu de Cera Madame Tussauds e o M&M’s World. A energia contagiante da Times Square torna-a uma parada obrigatória para qualquer visitante de Nova York, oferecendo uma experiência única e inesquecível.

Deixar uma resposta