Mundo Afora

MUNDO AFORA- Uma nova trip das “Zamigas” ao norte da Itália e Suíça central

39views

Adriana Obino, Ana Amélia da Costa, Elaine Santiago e Vorgia Obino, realizaram recentemente uma nova trip com destino ao norte da Itália e Suiça central. Já faz um tempo que as quatro amigas viajam juntas. Nos passaportes, carimbos para Roma, região da Toscana, Espanha, França, Nova York, Boston, Montevideo, Punta de leste e outros tantos destinos.

“Temos uma sinergia maravilhosa e a viagem flui entre aventuras, cultura, muito conhecimento e entretenimento, além dos bons vinhos e da alta gastronomia (risos)”, ressalta Elaine Santiago.

Diário de Viagem

Essa última, iniciamos pela região de Vêneto. Cabe ressaltar aqui que Verona é a terra de Romeu e Julieta e que a Arena de Verona é famosa pelas monumentais produções de ópera, ruas estreitas e belas vitrines. De lá, seguimos para a surpreendente Veneza. 

Acredito que esse sentimento seja comum, mas só quando chegamos em Veneza é que temos a noção da sua magnitude. Imagine, uma cidade inteira erguida em cima de palafitas em ilhas ligadas por canais! Suas pontes, na grande maioria, são verdadeiras obras de arte. 

Para ter uma visão geral da cidade, nos aventuramos por Veneza através de um passeio pelo Grand Canal de vaporetto, um passeio peculiar. Após o passeio, ao final da tarde, fomos em direção à praça e a Basílica de São Marcos, ao som da legitima banda Italiana e as ilhas de Murano e Burano tornam esse roteiro incrível. 

Pádova e Bologna a caminho de Milão

Bologna e suas duas torres, Pádova e a catedral de Santo Antônio entre outras atrações de encher os olhos que estas cidades trazem com suas tavernas, boa música, culinária típica e muita gente feliz terrazas a fora.

Milão, que cidade! São várias cidades em uma só, existe uma cultura de que tudo acontece ao mesmo tempo, a cidade tem ritmo de metrópole, mas ao mesmo tempo a história, as artes estão presentes na conservação dos seus museus e catedrais, no charme das ruas e bairros que você circula tranquilamente entre uns cafés, bons restaurantes e a lojas de grife, pois o mundo fashion, se inspira lá… 

A Catedral Duomo e a Galeria Vitório Emanuele são pontos de partida e chegada para qualquer tour na bela cidade.  

Ainda na Itália fomos a Lago de Como e Bellagio, são kms e kms com paisagens de tirar o fôlego de qualquer viajante preparado. Os acessos além da natureza lindíssima entre montanhas, morros e lagos são conservados e coloridos por belos jardins muito e vilarejos típicos. 

Suíça – um país encantador com muitas cidades, montanhas e lagos

Iniciamos por Lugano ao Sul, que guarda muito da cultura Italiana por sua proximidade, mas geograficamente percebe-se as diferenças. É conhecida por sua beleza natural, e o Lago que tem seu nome, grandes parques, jardins imensos, as montanhas e arquitetura bem preservada em suas casas e museus como Museu de Arte Italiana e Museu Cantonal de história Natural. 

Interlaken – um destino turístico tradicional na região montanhosa de Bernese Oberland, centro da Suíça.

Um dos passeios foi a ida à Cascata do Rio do Reno, fronteira com a Alemanha. Seguimos para região central, passando por Interlaken, onde podemos contemplar algumas cascatas do degelo, montanhas, entre outras paisagens alpinas deslumbrantes… 

Lucerna é conhecida por sua arquitetura medieval, ruas de paralelepípedos

Localizada as margens do Lago Lucerna onde fica também um de seus pontos turísticos mais conhecidos a Ponte da Catedral. A variedade de restaurantes, apresentações artísticas, fontes com água potável dão um charme peculiar à essa cidade. 

Berna 

A capital histórica, conserva em sua arquitetura o estilo gótico, nomeada patrimônio mundial, pela UNESCO. Entre as atrações turísticas na Münsterplatz está o maior Relógio Astronômico da Catedral da Europa, o Rosengarten (Jardim de rosas) o fosso dos ursos, que são apreciados carinhosamente e a ponte Nydegg, lembrando que é a cidade do toblerone e o imortal Albert Einstein, por um tempo morou lá. Outra particularidade de Berna são suas arcadas em todas as calçadas para proteger do frio.  

Seguimos para ZURIQUE, a maior cidade da Suíça, centro econômico e financeiro. 

O Lago Zurique dá uma vista encantadora da cidade, tanto moradores como turistas desfrutam da paisagem e do aconchego dos jardins que são preservados ao seu redor, patrimônio histórico cultural belíssimo entre suas igrejas e museus, preservando a arquitetura medieval em suas ruas estreitas cheias de fontes e floreiras. Passamos pela fábrica da Lindt, uma visita guiada super organizada dentro da fábrica, contando tudo sobre o cacau desde a idade antiga… E é claro, tudo regado a muito chocolate.

Nosso roteiro termina em Zurique. Que bela escolha! Brincamos que voltaremos em 4 semanas…

Deixar uma resposta