Saúde e Bem-estar

A cada 90 segundos uma pessoa morre por doenças cardiovasculares no Brasil

Obesidade 1 - doenças cardiovasculares
91views

As doenças cardiovasculares (DCV), afecções do coração e da circulação são a causa número um de mortes no planeta. Essas enfermidades possuem prevalência elevada e promovem um impacto importante no sistema de saúde. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), são mais de 1100 mortes por dia, cerca de 46 por hora e 1 morte a cada 1,5 minutos (90 segundos). Até agosto desse ano (2021), 260.345 pessoas morreram de algum tipo de doença cardíaca.

As DCV causam o dobro de mortes que aquelas devidas a todos os tipos de câncer juntos, 3 vezes mais que acidentes e violência, 3 vezes mais que as doenças respiratórias e 6,5 vezes mais que todas as infecções, incluindo a AIDS.

A SBC estima que, ao final deste ano, 400 mil brasileiros irão morrer por causa de doenças cardíacas. A única maneira de reverter essa grave situação é a prevenção e o tratamento adequado dos fatores de risco.

Fatores de risco

Os fatores de risco são condições que aumentam as chances de uma pessoa desenvolver uma doença cardiovascular. Alguns são irreversíveis, como a idade, o sexo e a hereditariedade, porém, existem aqueles que podem ser controlados, desde que a pessoa tenha determinação e queira mudar. Veja exemplos de fatores de risco que podem ser prevenidos:

Obesidade 2 - doenças cardiovasculares

Obesidade

A obesidade é uma doença crônica, que se caracteriza principalmente pelo acúmulo excessivo de gordura corporal. Uma pessoa é considerada obesa quando seu índice de massa corporal (IMC) está acima de 30. O IMC é o peso dividido pela altura ao quadrado. Para combater a obesidade é preciso fazer uma reeducação alimentar e praticar exercícios físicos regularmente.

Hipertensão arterial

Hipertensão arterial - doenças cardiovasculares

A hipertensão arterial ou pressão alta ocorre quando a força do sangue contra a parede das artérias é muito grande. Ela é medida através de dois números, um máximo, que significa a força com que o coração bombeia o sangue, e um mínimo, que é a pressão exercida nos vasos sanguíneos dos braços, pernas e abdômen. A pressão ideal fica na faixa de 12 por 8, caso for maior ou igual a 14 por 9 na maior parte do tempo, o indivíduo já é considerado hipertenso.

Diabetes

A diabetes é causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose (açúcar) no sangue. Para evitar a doença, é necessário manter uma alimentação saudável e equilibrada, fazer exercícios físicos e manter sempre os exames em dia.

Triglicerídeos elevados

Os triglicerídeos são um tipo de gordura do nosso organismo que serve como uma reserva de energia. O nível de triglicerídeos ideal é abaixo de 150 ml/dl. Acima dessa quantidade, o valor é considerado alto, podendo causar tontura, dor no peito e até situações mais graves como o derrame (AVC) e infarto.

Colesterol - doenças cardiovascularesColesterol alto

O colesterol é uma gordura usada para a produção de células e certos hormônios. Existem 2 tipos, o bom, também chamado de HDL, e o colesterol ruim ou LDL. É importante salientar que os dois precisam estar circulando no sangue para que o corpo funcione corretamente, porém, o ideal é que o valor do HDL não exceda os 200 miligramas por decilitro (mg/dl) e o LDL permaneça sempre próximo de 130 mg/dl.

Sedentarismo

O sedentarismo é a falta do exercício físico na rotina. Esse é o fator mais simples de ser evitado, pois com apenas 30 minutos de atividade física por dia o corpo já é capaz de fortalecer a capacidade cardiorrespiratória.

Deixar uma resposta