Saúde e Bem-estar

CRISTIANE SALVI – Quando devo me preocupar com a queda de cabelo?

77views

A queda de cabelo é uma das queixas mais frequentes no consultório dermatológico. E ela tem se tornado ainda mais comum neste momento da pandemia de Covid-19.

Quando devemos nos preocupar com essa queda? As vitaminas funcionam? Vale a pena usar shampoos antiqueda?

Essas são algumas dúvidas que os pacientes costumam ter, além da angústia de ver os fios caindo por toda a casa.

Muita calma nessa hora! Não adianta sair comprando qualquer vitamina e gastando dinheiro em produtos milagrosos. Existem alguns sinais que indicam que você deve procurar atendimento especializado com dermatologista.

É esperado que até 100 a 150 fios caiam todos os dias, mas ninguém vai ficar contando quantos fios perdeu. Sendo assim, alguns indicativos de alerta são:

  • Maior quantidade de fios de cabelo no piso do banheiro, na escova de pentear ou após o uso do secador;
  • Presença de fios em locais inusitados, como na mesa de trabalho ou em locais públicos;
  • Sensação que o volume total do seu cabelo diminuiu;
  • Exposição do couro cabeludo, ou “falhas” em alguns locais.

Nesses casos, o ideal é que seja realizada uma avaliação com dermatologista. O diagnóstico mais comum da queda de cabelo é o chamado eflúvio telógeno. O cabelo normalmente passa por três fases importantes no seu ciclo de vida: anágena, catágena e telógena.

Fase anágena: é o momento de crescimento. Normalmente 85-90% dos fios estão nessa fase.
Fase catágena: é um período de transição, ou de repouso, onde o fio se prepara para cair.
Fase telógena: é o momento de queda do cabelo. Cerca de 10-15% dos fios encontram-se nessa fase.

Algumas mudanças no nosso organismo alteram o relógio biológico dos folículos, fazendo com que um número acima do normal entre em fase telógena (de queda) ao mesmo tempo. Esse tipo de queda que chamamos de eflúvio telógeno. As principais causas são:

  • Pós-parto;
  • Febre alta;
  • Infecções;
  • Cirurgias;
  • Dietas muito restritas;
  • Deficiências de vitaminas;
  • Estresse;
  • Algumas medicações;
  • Pausa no uso de anticoncepcionais.

Geralmente a queda ocorre 3 meses após o evento que a desencadeou. A boa notícia é que nesses casos, dura aproximadamente 6 meses e melhora sem a necessidade de nenhum tratamento. Sendo assim, não faça automedicação.

Pandemia x Queda de cabelo

No cenário atual, a queda de cabelo pode estar diretamente relacionada à infecção pelo coronavírus, ao estado pós-covid, ou até mesmo ao estresse desse momento pelo qual estamos passando.

O bem estar mental de muitas pessoas foi abalado. Esses momentos alteraram o ciclo do sono, a alimentação e mudam nossos hábitos. Causando queda de cabelo e outros sintomas.

Mas fica o alerta, não acredite em receitas milagrosas, consulte com uma dermatologista e faça uma avaliação.

 

DRA. CRISTIANE SALVI
CRM 38285 | RQE 36206
Dermatologista

Deixar uma resposta